O pântano – Opinião – Silvina Queiroz

119
Texto de Opinião

Silvina Queiroz

O pântano

Corro o risco de entrar em lugares comuns mas, estes, têm uma virtude incontornável: são sempre verdade. Nos últimos tempos, temos vindo a ser confrontados com uma autêntica “bagunçada”- casos e mais casos de corrupção passiva, activa e certamente também “mista”. Quem está na berlinda? O PS, ao mais alto nível, e o PSD, idem, idem, aspas, aspas. É impossível não nos vir à ideia, por comparação, um imenso lodaçal, um pântano infecto que ameaça submergir tudo à sua volta. Tudo isto conjugado com uma situação política do País que nada tem para estimular confiança, credibilidade das instituições, tranquilidade social. Sectores profissionais descontentes – e com todos os motivos – de que não quero destacar nenhum. A “escolha” está aí à vista e não há como eleger uma luta mais digna de registo do que outra. Os serviços públicos são o que se vê. Aliás, é claro o estado em que se encontram, degradados por demais. Serve de exemplo o Serviço Nacional de Saúde, conquista emblemática do 25 de Abril. Atacado em todas as frentes, preparando-se “candidamente” o terreno para o florescimento de entidades privadas aqui, ali e além, ao ritmo de cogumelos brotando em tempo húmido, favorável.
Agora as notícias focam-se no “mecanismo” que o Governo acaba de aprovar. Um conjunto de mais de trinta perguntas a serem colocadas cada vez que houver um candidato a um cargo governativo! Valha-nos Deus. Mas como se fazia a triagem antes da invenção do ridículo questionário?! Ninguém perguntava nada a ninguém, ninguém se preocupava, ninguém requeria uma investigação aturada?! Pasmo! E comigo tantos nossos concidadãos. Todos os que estão preocupados com estes péssimos sinais destes tempos estranhos.
Votos de um Feliz Ano e que ele seja verdadeiramente Novo! S.Q.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here