Carlos Manuel Rabadão – Opinião

0
6
Cronista FigueiraTV

Carlos Manuel Rabadão

Presidente do Instituto Politécnico de Leiria

Carlos Rabadão é Professor Coordenador com Agregação afeto ao Departamento de Engenharia Informática da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria, onde exerce funções como professor e investigador. 

Nesta Escola, assumiu funções em diferentes órgãos, destacando-se, recentemente, a Presidência do Conselho Técnico-Científico, entre junho de 2015 e outubro de 2021, tendo participado ativamente na criação e na reformulação de diversos cursos superiores, nomeadamente no primeiro curso de Doutoramento da ESTG em associação com a Universidade do Minho. 

Antes disso, entre setembro de 2007 e outubro de 2009, assumiu os cargos de Coordenador do Curso de Engenharia de Redes de Comunicação e de Coordenador do Departamento de Engenharia Informática, que deixou de exercer em virtude de ter sido eleito 1.º Provedor do Estudante do Instituto Politécnico de Leiria, funções que exerceu entre outubro de 2009 e janeiro de 2013. Assumiu, ainda, as funções de Diretor do Centro de Informática da ESTG, entre 1998 e 2001, até à data em que iniciou formalmente os seus trabalhos de doutoramento. 

É detentor do título de Agregado em Informática, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, do grau de Doutor em Engenharia Informática, pela Universidade de Coimbra, do grau de Mestre em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações, pela Universidade de Aveiro, e do grau de Licenciado em Engenharia Eletrotécnica, ramo de Telecomunicações e Eletrónica, pela Universidade de Coimbra. Refira-se, ainda, que é membro da Ordem dos Engenheiros, desde 1990, com a cédula profissional nº 23804.

A atividade de investigação científica foi iniciada em 1990, na Universidade de Aveiro, onde realizou trabalhos de investigação e desenvolvimento na área das redes de telecomunicações de nova geração sobre fibra ótica. Posteriormente, durante o desenvolvimento dos seus trabalhos de doutoramento, entre 2001 e 2007, prossegui a sua atividade de investigação na Universidade de Coimbra. Neste período, realizou trabalhos de investigação na área da segurança na Internet, que resultaram na tese de doutoramento. Em momento posterior, entre 2008 e 2016, integrou a Unidade de Tecnologias de Informação e Comunicação, do INOV – INESC Inovação, delegação da ESTG do IPLeiria.

É membro fundador e investigador integrado do CIIC (Centro de Investigação em Informática e Comunicações – Instituto Politécnico de Leiria), desde outubro de 2008, onde, além do mais, desempenhou funções de Diretor, entre dezembro de 2016 e novembro de 2021. É, também, membro do Laboratório de Cibersegurança e Informática Forense do Instituto Politécnico de Leiria, desde maio de 2015. O seu trabalho de investigação centra-se, sobretudo, nas áreas da Cibersegurança, da Segurança da Informação e das Redes de Computadores.

Por sua vez, na indústria desempenhou funções como Engenheiro Eletrotécnico, inicialmente, na empresa Renault, na fábrica de Cacia, entre outubro de 1989 e abril de 1990, e, posteriormente, como “Projetista e Diretor de Obras de Redes de Telecomunicações”, na Portugal Telecom, entre maio de 1990 e outubro de 1992. Nesta data, interrompeu esta atividade profissional, passando a dedicar-me em exclusivo à investigação na Universidade de Aveiro, no período de outubro de 1992 a setembro de 1994. Entre setembro de 1994 e setembro de 1996, desempenhou funções de Consultor e Projetista nas áreas de Telecomunicações, Redes de Computadores e Serviços Internet, para o setor empresarial de Leiria e Marinha Grande. Cumulativamente, foi responsável técnico pelo lançamento de novos serviços de acesso à Internet, nas regiões de Leiria e da Marinha Grande, disponibilizados pelo operador Comnet. 

Foi sócio fundador da empresa Pluriproj – Projetos e Consultadoria em Engenharia, onde assumiu a direção técnica, tendo-me desvinculado desta empresa para se dedicar em exclusividade à atividade académica. Cumulativamente, em dezembro de 1994, ingressou na Universidade de Aveiro, como Técnico Superior de Telecomunicações, afeto às infraestruturas de comunicações de banda larga do campus universitário, tendo terminado estas funções em dezembro de 1995. 

A sua atividade científica conta com mais de 50 publicações de abrangência internacional. Tem participado na organização de diversas conferências científicas e integra a comissão científica de revistas e de conferências científicas de âmbito nacional e internacional. Tem, igualmente, participado, como investigador, em projetos de I&D, nacionais e internacionais, 29 até à data, estando a aguardar a decisão sobre 2 candidaturas submetidas a financiamento, à FCT e ao programa Erasmus+. 

Atualmente, tem a seu cargo a coordenação da equipa do IPLeiria afeta a dois projetos europeus e a quatro projetos nacionais, em copromoção com o tecido empresarial, na área da transformação digital, com particular incidência nas áreas da Cibersegurança, da Internet das Coisas, da Ciência de Dados e da Realidade Virtual e Aumentada, representando a componente de financiamento destes projetos afeta ao IPLeiria mais de 1,3 milhões de euros. 

Integra, na qualidade de investigador do IPLeiria, o “Smart Farm CoLAB” – laboratório colaborativo para a inovação digital na agricultura, localizada na região do Oeste de Portugal – e o “Digital Innovation Hub for Connectivity, IoT, Cloud, Edge and CPS” – financiado no âmbito do concurso para reconhecimento dos Polos de Inovação Digital e de acesso à Rede Europeia. Integra, ainda, a equipa da candidatura recentemente aprovada para financiamento do  projeto “Sustainable Stone by Portugal”, submetida no âmbito do programa “Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial”, no âmbito do PRR, com um orçamento, previsto para o IPLeiria, superior a 1 milhão de euros.

Em termos pedagógicos, tem uma vasta experiência, de mais de 25 anos, de lecionação e de regência de unidades curriculares no ensino superior, essencialmente nas áreas da Cibersegurança, da Segurança da Informação e das Redes de Computadores, assim como na participação em propostas de novas ofertas formativas de doutoramento, de mestrado, de licenciatura e de TeSP. Ao nível internacional, foi Professor Convidado da Universidade de Santiago, em Cabo Verde, onde lecionou na licenciatura em Engenharia Informática, na área da Segurança da Informação e de Sistemas.

Foi membro das comissões científico-pedagógicas (CCP) dos cursos de licenciatura em Engenharia Informática e de mestrado em Engenharia Informática – Computação Móvel. Atualmente exerce funções como membro da CCP do mestrado em Cibersegurança e Informática Forense. 

Orientou uma tese de doutoramento e 28 trabalhos de final de curso de mestrado, já concluídos, e, neste momento, orienta os trabalhos de um estudante de doutoramento e de 10 estudantes de mestrado. Orientou, ainda, 50 projetos e estágios de conclusão de curso de licenciatura, finalizados com sucesso. 

Integrou mais de 150 júris de variadas naturezas, nomeadamente: de provas públicas de doutoramento, de especialista, de mestrado, de aptidão pedagógica de docentes e de projetos e estágios de final de curso de licenciatura e de TeSP; de concursos para recrutamento de pessoal docente de carreira, de investigador, de bolseiro de investigação; e de provimento de chefe de divisão, de especialista de informática e de técnico superior.

Participou em diversos projetos e ações de índole internacional, de entre as quais se destaca a sua participação num projeto NATO, nas áreas da Ciberdefesa e da Cibersegurança, denominado “Multinational Smart Defence Project on Cyber Defence Education & Training”, a colaboração com o “Instituto Nacional de Ciberseguridad de Espanha (INCIBE)” e a colaboração com a “Universidad de Las Fuerzas Armadas do Equador”. Participou, ainda, em Cabo Verde e Moçambique, em ações de formação na área da Cibersegurança, no âmbito do projeto de Apoio à Melhoria da Qualidade e Proximidade dos Serviços Públicos dos PALOP e Timor-Leste. 

Relativamente à participação em atividades com a comunidade, tem proferido palestras e webinars, a convite de associações empresariais, industriais e profissionais, de escolas profissionais e secundárias, bem como tem escrito artigos de opinião na comunicação social, essencialmente na área da Cibersegurança. 

Tem, ainda, participado ativamente na gestão do território, ao nível das autarquias locais e das comunidades intermunicipais. Atualmente, é membro dos corpos sociais da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz.

Últimas Crónicas

Privacidade na Internet… – Opinião – Carlos Manuel Rabadão

Texto de Opinião Carlos Manuel Rabadão Privacidade na Internet… Atualmente, vivemos num mundo totalmente interligado através de uma grande infraestrutura de comunicações designada de Internet, onde proliferam...
Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui