Pesos pesados do PS na apresentação de Carlos Monteiro

0
291
Pub

A Ministra da Saúde, Marta Temido, e o Secretário-geral Adjunto do Partido Socialista, José Luís Carneiro, foram os dois convidados especiais na apresentação pública, transmitida on-line via Facebook, da candidatura de Carlos Monteiro à Câmara Municipal da Figueira da Foz. A sessão (acompanhada em casa, em directo por algumas centenas de pessoas, e que ainda pode ser vista aqui: https://www.facebook.com/carlosmonteiro.figueiradafoz/videos/186689046680785) contou com a manifestação pública dos apoios da líder da JS, Mafalda Azevedo, do recandidato à Assembleia Municipal, José Duarte, do Líder da Distrital, Nuno Moita, e de Luís Semedo, mandatário da candidatura, para além dos já referidos Marta Temido e José Luís Carneiro.

No seu discurso, Carlos Monteiro lembrou os nomes de todos os candidatos às 14 juntas de freguesia do Concelho (Alhadas – Jorge Bugalho; Alqueidão – Clarisse Oliveira; Bom Sucesso – Carlos Batata; Buarcos/S. Julião – Lurdes Palaio; Ferreira-a-Nova – Susana Monteiro; Lavos – José Coelho; Maiorca – Rui Ferreira; Marinha das Ondas – José Suzana
Moinhos da Gândara – Helena Santos; Paião – Paulo Pinto; Quiaios – Ricardo Santo; S. Pedro – Jorge Aniceto; Tavarede – Fernando Lopes e Vila Verde – Vítor Alemão), agradecendo a todos os que vão concluir mandatos.

«Sou candidato porque tenho gosto em sê-lo, porque o Partido Socialista assim o
entendeu, mas, fundamentalmente, porque muitos me incentivaram a candidatar-me. Mas
candidato-me também porque considero que o trabalho desenvolvido nestes últimos doze
anos, em que ativamente me empenhei e em que dei o melhor de mim, merece ser
continuado.
E, já agora, porque entendo, e defendo também, que seria inadmissível que um concelho
com mais de 60 000 habitantes não tivesse um candidato que cá vivesse, que fosse um
desses 60 000», disse Carlos Monteiro. «Temos ouvido pseudo-sondagens para todos os gostos, das mais fantasiosas às mais estridentes. Todas com o único objetivo de manipular a opinião pública. Mas temos os nossos indicadores. Por isso, aquietem-se, estamos no caminho certo e, com empenho, tranquilidade e confiança, sairemos vencedores, não temos dúvidas nenhumas quanto a isso», acrescentou.

No que respeita a projectos, o candidato quer «mais qualidade de vida» e «aumentar a auto-estima dos figueirenses», com um programa que assenta em cinco eixos estratégicos, sintetizados em ações destinadas a «estimular a recuperação económica pós-COVID», a atrair e fixar «pessoas e investimentos», a promover «a coesão territorial e ligação mais acessível entre freguesias», a cuidar do «ambiente, da sustentabilidade e das alterações climáticas» e a desenvolver o turismo.

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui