Criação de Campus Universitário da Figueira da Foz publicada em Diário da República

0
1407
Pub

O reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, determinou a criação de um polo universitário na cidade da Figueira da Foz, que visa o desenvolvimento da região, tornando-o um centro dinamizador de ciência, investigação e inovação.

“Determino a criação de um Projeto Especial, designado Campus Universitário da Figueira da Foz, na dependência direta do reitor, professor doutor Amílcar Falcão”, indica um despacho publicado hoje em Diário da República.

A criação do Projeto Especial Campus Universitário da Figueira da Foz contará com a parceria da Câmara Municipal da Figueira da Foz e dará seguimento a um dos objetivos que a Universidade de Coimbra inscreveu no seu Plano Estratégico para o quadriénio 2019/2023.

“O Plano Estratégico da Universidade de Coimbra para o quadriénio 2019/2023 estabeleceu como linha de orientação estratégica, enquadrada no eixo ‘Desafios Societais’, a consolidação da presença no território, através do reforço de relações institucionais e redes colaborativas que contribuam para o desenvolvimento sustentável”.

O cumprimento desta linha estratégica tem por objetivo a presença física em autarquias, “cujo enquadramento geoestratégico se coaduna com as prioridades de desenvolvimento identificadas na Universidade de Coimbra”.

”A implementação desta presença implica a materialização de ofertas formativas que se complementem com a estratégica de posicionamento único nacional”, acrescentou a UC.

De acordo com o documento, para a criação do Campus Universitário da Figueira da Foz será necessário, em primeiro lugar, “concluir o procedimento tendente ao estabelecimento do protocolo com a Câmara Municipal da Figueira da Foz, que permita definir as responsabilidades associadas a cada um dos intervenientes”.

“Posteriormente, será imprescindível a infraestruturação do edificado, dotando-o das condições logísticas necessárias à prossecução das atividades da Universidade de Coimbra”, destacou.

O despacho hoje publicado dá ainda conta que o Projeto Especial é coordenado pela técnica superior da Universidade de Coimbra Paula João Machado do Canto e tem a duração de um ano, com início a 31 de agosto de 2022, “eventualmente renovável, em função do cumprimento dos objetivos que presidiram à sua criação”.

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui