19.3 C
Figueira da Foz
Quinta-feira, Julho 11, 2024

Novo comandante da Capitania da Figueira da Foz defende investimento em segurança

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

O novo comandante da Capitania do Porto da Figueira da Foz e da Polícia Marítima local, Pedro Cervaens Costa, defende um forte investimento em segurança na barra marítima, através de acções de desassoreamento contínuo.

“As principais prioridades nestas funções andam sempre à volta de pessoas e bens, seja na componente do salvamento ou mais policial”, disse o capitão-de fragata à agência Lusa, um dia após ter tomado posse.

A propósito do assoreamento da barra marítima do Porto da Figueira da Foz, que tem provocado acidentes graves nos últimos tempos, Pedro Cervaens Costa defendeu que as acções de desassoreamento deverão “ser recorrentes e em determinados períodos do ano, que estão indicados, em vez de uma intervenção meramente pontual”.

No entanto, garantiu que a capitania, através da estação salva-vidas, “estará sempre preparada para ocorrer em primeira instância a qualquer ocorrência que se dê no mar”.

O novo comandante salientou ainda que, pela ligação ao mar das suas gentes e actividades, sobretudo na pesca e nos desportos náuticos, a Figueira da Foz poderá ser protagonista “no desenvolvimento do país através da utilização do mar”.

“Creio que a Figueira da Foz pode ser protagonista no desenvolvimento do país através da utilização do mar, mesmo com a associação das Universidades de que se fala e que podem criar aqui cursos em que as pessoas se podem especializar numa área que carece muito de especialização”, disse.

A Capitania e o comando da Polícia Marítima “trabalham nessa área do garante da segurança e qualquer área que se esteja a desenvolver e que tenha segurança será apelativa”.

“Temos de ter um investimento forte na segurança nas instituições que trabalham directamente nesta área, para que depois seja possível haver desenvolvimento de outras áreas onde as pessoas se sintam em condições para estarem”, sublinhou.

Especialista em hidrografia e autoridade marítima, o capitão Pedro Cervaens Costa, de 46 anos, liderou a capitania e a Polícia Marítima de Caminha entre 2016 e 2020 e antes de tomar posse na Figueira da Foz era subdirector do Instituto de Socorros a Náufragos.

A Capitania do Porto da Figueira da Foz estende a sua acção costeira entre Mira (distrito de Coimbra) e Pedrógão (distrito de Leiria).

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos