8.8 C
Figueira da Foz
Domingo, Março 3, 2024

Fundadores do movimento SOS Cabedelo falam sobre o avanço do mar na Figueira da Foz

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

O programa Biosfera, da RTP, contou com um episódio sobre o avanço do mar e a erosão costeira em Portugal, mais precisamente na Figueira da Foz, onde em 2010 foi terminada a obra de prolongamento do molho.

O crescimento em 400 metros da estrutura “agravou a retenção de sedimentos a norte e a erosão das praias a sul”. Foi esta obra que motivou a criação do movimento SOS Cabedelo, pelas mãos do longboarder Eurico Gonçalves e do arquitecto Miguel Figueira.

Mais de uma década se passou e o SOS Cabedelo continua activo, com um trabalho mais relevante do que nunca.

Neste episódio de Biosfera, Eurico e Miguel explicam os problemas que se fazem sentir no local e abordam opções para solucioná-los. Uma dessas opções seria a implementação de um bypass, sistema já implementado na Austrália e que é há muito defendido pelo SOS Cabedelo, em vez de soluções temporárias ou que tentem solucionar um problema criando vários outros.

O bypass é a solução mais viável?

O bypass é um “sistema permanente de transposição de sedimentos – a areia é recolhida através de sucção e canalizada através de um tubo subterrâneo para as praias a sul onde é depositada e espalhada”. “As alterações do mar não são uma situação de excepcionalidade”, explica Miguel, “portanto aquilo que precisamos é de um sistema que, em vez de combater o mar, que o compreenda e que trabalhe com essa dinâmica”.

A APA (Agência Portuguesa do Ambiente) encomendou um estudo à Universidade de Aveiro, que concluiu que o bypass seria a solução mais viável, técnica e economicamente. O geólogo Renato Henriques, da Universidade do Minho, considera que “a solução ideal era renaturalizar a saída do rio, retirando os esporões, e retomando a estrutura natural que o rio tinha antes da construção do porto. Como essa solução não é possível – partimos do princípio que não se vai de facto comprometer esta estrutura – temos que pensar em soluções que sejam compatíveis. De todas as soluções, aquela que melhor replica a natueza será o bypass”.

Mas o geólogo também alerta para “o potencial compromisso” desta solução, nomeadamente os organismos “que podem ser capturados no processo de sucção” do bypass. Será preciso “tentar minimizar este impacto”.

Episódio completo em https://www.rtp.pt/play/p11190/e668925/biosfera

Notícia: https://surftotal.com

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d