21.3 C
Figueira da Foz
Terça-feira, Julho 16, 2024

Candidatura do Município da Figueira da Foz à Medida Radar Social aprovada

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

O Município da Figueira da Foz viu a candidatura apresentada à Medida RADAR SOCIAL – Criação de equipas técnicas multidisciplinares para a implementação de Projetos Piloto, aprovada por 27 meses, com um financiamento global de 306.730,84€.
No território da Figueira da Foz, o Projeto será implementado por uma equipa de 5 Técnicos Superiores da área das Ciências Sociais e Humanas.
A medida Radar Social surge no âmbito da componente 03 – Respostas Sociais, RE – C03-i01 – Nova Geração de Equipamentos e Respostas Sociais, do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e tem como objetivo referenciar e (re)conhecer os problemas de pobreza e exclusão social, por forma a detetar precocemente situações de risco e agilizar formas de intervenção ajustadas a cada situação, assente no desenvolvimento de um trabalho de parceria e cooperação, mobilizando para o efeito toda a rede social.
Este objetivo será concretizado através da implementação de um sistema integrado de georreferenciação social e de capacitação dos territórios na ativação das respostas e otimização de recursos, visando trazer maior eficácia à ação das entidades locais.
Com a medida Radar Social pretende-se implementar um modelo de intervenção comunitária e de desenvolvimento local articulado que permita unir diversas entidades com competências na área social, para que, de forma articulada e partilhada, se possam agilizar respostas mais céleres, assertivas e adequadas, melhorar a qualidade dos serviços prestados e promover uma política de acompanhamento e de prevenção de situações de risco com vista ao planeamento de respostas diferenciadas, holísticas, articuladas, integradas, concertadas e de proximidade, em função do perfil e do contexto de vida de cada pessoa.
Os destinatários deste Projeto são pessoas, famílias ou grupos em situação de vulnerabilidade social, incluindo pessoas em risco de pobreza, exclusão social ou discriminação nas suas múltiplas dimensões, designadamente, pensionistas por velhice ou invalidez, migrantes, Beneficiários do Rendimento Social de Inserção, desempregados inscritos no Centro de Emprego da Figueira da Foz sem prestação de RSI, Residentes em habitação social e as Pessoas em Situação de Sem-Abrigo.
Este trabalho será desenvolvido utilizando uma Metodologia de Investigação-Ação, a qual preconiza o levantamento das situações, expetativas, privações e potencialidades, procura de respostas diferenciadas, integradas e de proximidade, baseada na Metodologia de ‘outreach’, caracterizada por uma intervenção centrada na pessoa, procurando ir ao seu encontro.

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos