Dia de Reis assinalado à luz do dia em tempo de pandemia

0
53
Pub

Reis 2021

 

Este ano, em virtude da pandemia de Covid-19, a Espera de Reis não aconteceu, como habitualmente, na noite de 5 de Janeiro, junto ao Presépio instalado pela Paróquia de São Julião à entrada da Praça 8 de Maio, nem tão pouco teve direito aos seis Reis Magos que dita a singular tradição local, resultante da fusão dos participantes das colectividades Sociedade Filarmónica Dez d’Agosto e Sociedade Filarmónica Figueirense. 

Ainda assim, para assinalar a data que tem fundas raízes na Figueira da Foz, a  Sociedade Filarmónica Dez de Agosto promoveu ontem, com o apoio do Município da Figueira da Foz e escolta das autoridades policiais, um desfile simbólico com os Três Reis Magos a cavalo e um trio musical a animar o momento, que decorreu da parte da tarde, por várias artérias da cidade e passagem por algumas Escolas Básicas. O périplo terminou junto aos Paços de Concelho, onde a corte real foi recebida pelo Presidente da Autarquia, Carlos Monteiro, que agradeceu o empenho da Dez d’Agosto ao seu presidente de direcção, Ricardo Santos, fazendo votos de um ano melhor para todos os munícipes e portugueses em geral e desejando que, em 2022, a Espera de Reis possa voltar ao seu modelo tradicional, com pastores, pastoras, burros, ovelhas e outros animais, bem tratados, que fazem as delícias dos mais pequeninos que, agasalhados e sorridentes nas suas coroas de papel, segurando miniaturas de escadotes e rebuçados distribuídos por Belchior, Baltazar e Gaspar, são o garante da própria tradição

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui