Candidatura de Pedro Machado à Figueira da Foz apresentou mandatária e ideias para a Juventude

0
635
Pub

A candidatura “Pedro Machado – Figueira do Futuro” à Câmara Municipal da Figueira da Foz apresentou esta manhã, no Largo Maria Jarra, em Buarcos, a sua mandatária para a Juventude e as principais linhas orientadoras da candidatura para uma política municipal virada para os mais jovens.

A mandatária para a Juventude é Carolina Sousa Maia, uma “apaixonada pela Figueira da Foz” e natural de Buarcos. Filha de gentes da terra e do mar, a jovem de 24 anos trabalha na Comunidade Terapêutica “Encontro”, da Cáritas Diocesana de Coimbra, em Maiorca, no concelho da Figueira da Foz. Tem desenvolvido estudos e trabalho na área específica da prevenção da exclusão social e na educação social.

Paralelamente, tem feito carreira na moda. Venceu a última edição do concurso Miss Figueira da Foz, já participou em anúncios televisivos, é representante de marcas regionais e nacionais e, em 2020, ganhou o título de Top Model Portugal Popular.

Na apresentação, Pedro Machado, candidato a presidente da Câmara, anunciou sete ideias-chave para uma política para a juventude na Figueira da Foz. Sete alicerces que, afirma em comunicado de imprensa, têm “o objetivo de fixar e atrair os melhores jovens do país para o município”.

O primeiro alicerce é “criar uma cultura de participação, através de promoção de meios mais imediatos de ouvir os jovens”. “As políticas de juventude devem ser desenvolvidas com os jovens e não para os jovens. Os jovens têm interesse em ser ouvidos e dar a sua opinião em todas as circunstâncias. Os municípios e o poder central têm de encontrar formas de falar com eles todos os dias. E o melhor canal para o fazer é o digital”, disse Pedro Machado.

“Criar uma política de emprego jovem” é a segunda ideia. Um “work from Figueira da Foz” que seja capaz de fixar os jovens no concelho e de atrair outros, de várias origens e nacionalidades.

O terceiro tema é “criar um ambiente propício ao empreendedorismo jovem”. Um “innovate from Figueira da Foz”, que crie condições para atrair empreendedores ao concelho, de forma a criarem aqui emprego.

A quarta ideia apresentada é “criar uma política de inclusão social envolvente e combinada com o apoio formal ao voluntariado”. Uma preocupação crescente entre os mais jovens e que sensibiliza, de forma particular, a mandatária para a Juventude.

O quinto alicerce é “criar uma agenda de sustentabilidade”. Nas palavras de Pedro Machado, “estes jovens vão viver na Figueira da Foz agora e nos próximos 50 anos”, pelo que a sustentabilidade da cidade e do concelho tem de ser uma das principais prioridades.

“Criar os alicerces fiscais e de atratividade do município para a fixação de jovens” é a sexta aposta, que se interliga com todas as anteriores.

A sétima ideia-chave anunciada é “desenvolver a promoção de um estilo de vida saudável, física e mental”. Um estilo de vida saudável que resulta da cooperação de todo o sistema, nomeadamente na Educação, no Desporto, na Recreação e Lazer e na Saúde.

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui