Covid-19: Figueira da Foz na lista de concelhos em risco elevado

0
378
Pub

O concelho da Figueira da Foz encontra-se, a partir de hoje, na lista de concelhos em risco elevado, após a aprovação, em Conselho de Ministros de uma resolução que altera as medidas aplicáveis a determinados concelhos.

Devido ao registo de uma taxa de incidência de covid-19 superior a 120 casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias, pela segunda avaliação consecutiva, a Figueira da Foz passa a ser considerada como concelho de risco elevado, com o estabelecimento de regras específicas para a lista em que se encontra, entre elas:

– Limitação de circulação a partir das 23 horas;

– Teletrabalho obrigatório, quando as funções o permitem;

– Comércio a retalho alimentar, não alimentar e prestação de serviços até às 21 horas;

– Restaurantes, cafés e pastelarias funcionarem até às 22h30 (no interior com o máximo de seis pessoas por grupo e em esplanadas com o máximo de 10 pessoas por grupo);

– Exigência de certificado digital ou teste negativo no acesso a restaurantes para serviço de refeições no interior às sextas-feiras a partir das 19 horas e aos sábados, domingos e feriados durante todo o dia;

– Espetáculos culturais com os mesmos horários da restauração;

– Casamentos e batizados com 50 % da lotação;

– Permissão de prática de todas as modalidades desportivas, sem público;

– Permissão de prática de atividade física ao ar livre e em ginásios;

– Eventos em exterior com diminuição de lotação, a definir pela Direção -Geral da Saúde;

– Lojas de Cidadão com atendimento presencial por marcação.

Para todo o território nacional e independentemente do risco, mantém-se a exigência de certificado digital ou teste negativo para o acesso a estabelecimentos turísticos e de alojamento local.

Na lista de concelhos em risco elevado, encontram-se também os concelhos de Alcobaça, Alenquer, Arouca, Arraiolos, Azambuja, Barcelos, Batalha, Bombarral, Braga, Cantanhede, Cartaxo, Castro Marim, Chaves, Coimbra, Constância, Espinho, Gondomar, Guimarães, Leiria, Lousada, Maia, Monchique, Montemor-o-Novo, Óbidos, Paredes, Paredes de Coura, Pedrógão Grande, Porto de Mós, Póvoa de Varzim, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém, Santiago do Cacém, Tavira, Torres Vedras, Trancoso, Trofa, Valongo, Viana do Alentejo, Vila do Bispo, Vila Nova de Famalicão e Vila Real de Santo António.

Saiba mais sobre o Conselho de Ministros de 15 de julho aqui.

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui