Figueira da Foz vai ter polo de formação profissional do IEFP

0
42
Pub

Na passada sexta-feira, 16 de julho, ocorreu a cerimónia simbólica de inauguração do polo de formação profissional do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), que integrou o programa da “Semana aberta ViaJovem”, promovida pelo IEFP.

A cerimónia, que decorreu no «Sítio das Artes», na antiga Universidade Internacional da Figueira da Foz, contou com a presença do Delegado Regional do IEFP, Alberto Costa, da Diretora do Centro de Emprego da Figueira da Foz, Adelaide Crespo, do presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, Carlos Monteiro, entre outros autarcas e representantes de estabelecimentos de ensino do concelho e de empresas.

Segundo Adelaide Crespo, diretora do Centro de Emprego da Figueira da Foz, será desenvolvida alguma formação “numa utilização parcial”, até que o edifício “permita que o polo de formação do Serviço de Coimbra e do Serviço de Emprego da Figueira da Foz aqui se instalem”.

Carlos Monteiro definiu este projeto como “estratégico”, defendendo que “é importante qualificar jovens, adultos, aumentar a qualidade do trabalho, ter trabalho mais qualificado, mais bem remunerado”. Segundo o Presidente da Câmara, o Município alocou, no seu último orçamento, 14 milhões de euros à educação/formação.

O autarca comprometeu-se a fazer com que o projeto do polo de formação profissional seja aprovado e para que “a obra se inicie” e seja paga pelos fundos comunitários, “que têm como principal função alterar, modernizar a estrutura do país e os recursos do país”, afirmou.

Alberto Costa, Delegado Regional do IEFP, considerou que “as autarquias, de uma forma geral, há já muito tempo têm uma especial sensibilidade para os problemas do emprego e da formação profissional, pois sabem que hoje em dia estão especialmente relacionadas com as questões da atração de investimento.”

“Há algum tempo que pensávamos ter algo mais digno para oferecer às pessoas destes territórios [Figueira da Foz, Montemor-o-Velho, Mira e Soure]”, revelou.

O Contrato de Comodato para cedência do «Sítio das Artes», pelo período de cinquenta anos, para instalação futura de um polo de Formação Profissional, foi assinado a 24 de fevereiro de 2020.

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui