Projecto piloto de iluminação LED de Vila Verde alargado a todo o concelho da Figueira da Foz

0
33
Pub

A Câmara Municipal da Figueira da Foz anunciou que o projeto SMART IP FigFoz – Empreitada de Implementação de UMICS já arrancou e a duração de execução contratual para realização da empreitada é de 120 dias, prevendo-se a sua conclusão em setembro do presente ano.

“No âmbito dos eixos de desenvolvimento estratégico do Município e atendendo às questões ambientais, com incidência na área de Iluminação Pública (IP), após a implementação do projeto piloto “SMART IP Vila Verde” (sistema inovador de gestão integrado de eficiência energética na iluminação pública), iniciou-se a 23 de maio, a empreitada de implementação de equipamentos designados por UMICS- Unidades Modulares de Iluminação, Comunicação e Sensorização” – refere a Câmara.

Segundo a autarquia, estes equipamentos são constituídos por luminárias com tecnologia LED, módulos de comunicações (MCOM) e módulos de sensorização (MS), desenvolvidos com os maiores padrões de qualidade e à “medida” dos exigentes critérios e requisitos do município, destacando-se a proteção extra contra sobretensões de 10kV (SPD), pintura específica para ambientes na orla marítima, temperaturas de cor de 2700K e de 2200K (zonas históricas) e com a compensação da depreciação de fluxo ao longo do seu tempo de vida.

Na expansão do projeto piloto em Vila Verde ao restante concelho serão substituídas 20.805 luminárias, estando localizadas 11.250 em meio rural, 7.305 em meio urbano e 2.250 em jardins. As 1.705 luminárias LED existentes e, já instaladas anteriormente pela entidade concessionária da Rede BT/IP não serão substituídas, contudo será acoplado em cada uma um atuador de luminárias a LED sem comando (ALC), permitindo para além da telegestão a expansão da rede de comunicações “mesh” e a integração dos Módulos de Sensorização (MS).

Com a implementação do projeto, estima-se a redução anual de 11.5 GWh por ano face à situação “baseline”, representando uma redução de 80% em energia elétrica, uma poupança de cerca 3.4 milhões €/ano (77%) e, relativamente, à questão ambiental, perspetiva-se uma diminuição de 1.650 toneladas, por ano, em emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera.

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui