Onde é mais barato comprar casa junto ao mar? – Cantanhede e Figueira da Foz são uma surpresa

0
399
Pub

O portal Idealista mostra onde é mais barato e mais caro comprar e arrendar casas na praia, na costa portuguesa.

Ter uma casa junto à praia é, cada vez, mais a decisão de quem decide comprar casa – sejam famílias portuguesas ou investidores estrangeiros. Este é um mercado que tem estado dinâmico mesmo durante a pandemia – impulsionado pelas necessidades de mais espaço e conforto, bem como pelo trabalho remoto. A procura de casas na praia à venda cresceu em 45 dos 54 municípios situados na costa portuguesa, fazendo cair a oferta de casas na maioria dos concelhos e disparar os preços das casas. E o mesmo cenário se verifica no mercado de arrendamento de casas junto ao mar. Mas quais são os municípios que registam as casas na praia mais baratas para comprar? E para arrendar? O idealistas/news mergulhou nos dados e pintou o mapa do litoral português com os preços das casas nas zonas junto ao mar.

Comprar casas na praia: quais os municípios mais caros e mais baratos?

Olhando para os 54 municípios que compõem o litoral português, verifica-se que as casas ficaram mais caras em 48 localidades entre maio 2021 e maio 2022. Foi em Sines, na costa alentejana, que se assistiu a um maior aumento dos preços das casas junto ao mar (+71%), sendo que uma habitação passou a custar, em média, 465.284 euros em maio, mostram os dados do idealista/data. No Top3 dos maiores aumentos estão Grândola, no Alentejo, (+53,8%) e Lagos, no Algarve (+44,1%).

E onde é que é mais caro comprar casa no litoral português? É precisamente em Cascais, onde uma casa custou, em média, 892.485 euros em maio de 2022. Logo a seguir está Grândola (872.644 euros) e Loulé (721.628 euros).

Os municípios do litoral português onde é mais barato comprar casa perto da praia são:

Marinha Grande (157.315 euros);

  • Cantanhede (161.198 euros);
  • Figueira da Foz (179.599 euros)
  • Santiago do Cacém (194.703 euros).

Já observando o preço do metro quadrado (m2) das casas na costa portuguesa, verifica-se que aumentaram em todos os municípios, com destaque para Alcácer do Sal (+76,9%), Sines (50,3%) e Aljezur (+33,5%).

As subidas menos acentuadas dos preços médios unitários foram registadas em Murtosa e Vagos (ambos registaram +2,5%), mostram os dados.

É em Lisboa onde o preço das casas por m2 é superior, alcançado, em média, os 5.048 euros. A seguir está Cascais (4.069 euros/m2), Grândola (3.785 euros/m2), Loulé (3.339 euros/m2) e Lagos (3.292 euros/m2).

Já o ranking dos municípios do litoral onde os preços das casas são mais baratos é liderado por Cantanhede (884 euros/m2), Oliveira de Azeméis (941 euros/m2), Marinha Grande (957 euros/m2) e Murtosa (1.102 euros/m2).

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui