Gliding Barnacles volta ao Cabedelo e junta surfistas, artistas e criativos de todo o mundo

0
183
Pub

Surfistas “são percebes deslizantes”, que vivem agarrados às pranchas como os percebes vivem agarrados ao casco dos navios. Daí surgiu o nome de Gliding Barnacles, este evento que acontece todos os anos desde 2014 na Figueira da Foz. Durante os dias do evento partilham-se pranchas, ondas, música, arte, comida e vinho.

Mas na verdade, o Gliding Barnacles nem sempre foi um festival. Começou como uma acção activista, em defesa da Praia do Cabedelo – a onda ficou em perigo quando os bancos de areia foram perturbados pelo alongamento dos molhes que cercam a foz do Rio Mondego. Criou-se o movimento SOS Cabedelo em 2009, e em 2011 surgiu o projecto Cidade-Surf. A ideia, mais tarde, de promover este evento, surgiu da realização de que a melhor forma de proteger a Praia do Cabedelo seria partilhá-la, envolvendo a comunidade local e chamando público de fora, de forma a que a preservação desta onda se tornasse num objectivo comum a todos.

Este ano, o evento decorre na Praia do Cabedelo de 7 a 11 de Setembro, e promete a fusão entre o surf, a música, a arte, a sustentabilidade e a gastronomia, pelas mãos de artistas locais, nacionais e internacionais. As intervenções artísticas tomarão vários formatos – intervenção mural, serigrafia, artesanato, pintura, escultura, fotografia analógica, etc. Os artistas confirmados são Adrokultura, Jules Lepecheux, Peta, Ander Mendiguren, Clovis Donizetti, Izzy Henshall e Lahcen Aguerd.

Foto: Gliding Barnacles

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui