16.3 C
Figueira da Foz
Quinta-feira, Junho 20, 2024

CP alerta para perturbações nos comboios devido a greve

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

A CP alertou para “fortes perturbações” na circulação dos comboios entre as 00h00 de segunda-feira, 27 de fevereiro, e as 23h59 de 2 de março, devido a greve, havendo serviços mínimos decretados para dois daqueles dias.

Na origem do comunicado da CP – Comboio de Portugal está a greve convocada pelos Sindicatos SINFA, ASCEF, ASSIFECO, FENTCOP, SINFB, SIOFA, STF, STMEFE, SINAFE para os dias 27 de fevereiro e 01 de março e pelo SNTSF para os dias 28 de fevereiro e 02 de março.

Por este motivo, a empresa alerta que “ocorrerão fortes perturbações na circulação de comboios, a nível nacional”, adiantado que foram decretados serviços mínimos para os dias 27 de fevereiro e 1 de março de 2023.

Os clientes que já tenham comprado bilhetes para o Alfa Pendular, Intercidades, bem como para os serviços Internacional, InterRegional e Regional, podem pedir o reembolso “no valor total do bilhete adquirido ou a sua revalidação gratuita para outro comboio da mesma categoria e na mesma classe”.

A mesma informação da CP adianta ainda que o reembolso pode ser pedido nas bilheteiras ou através do site cp.pt, através do preenchimento de um formulário ‘online’, com o envio da digitalização do original do bilhete, bem como indicação do nome, morada, IBAN e NIF, até dez dias após terminada a greve.

Os bilhetes podem ser revalidados gratuitamente nas bilheteiras ou em myCP, caso tenham sido comprados ‘online’ ou através da aplicação da CP, até aos 30 minutos que antecedem a partida do comboio da estação de origem do cliente.

No dia 15 de fevereiro, o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap) e o Sindicato Nacional dos Ferroviários do Movimento e Afins (Sinafe) anunciaram uma greve na CP para os dias 27 de fevereiro e 1 de março.

Em comunicado, referiam que os trabalhadores da CP vão fazer greve à prestação de “todo e qualquer trabalho nos seguintes termos”, nos dias 27 de fevereiro e 01 de março, “durante todo o seu período de trabalho”.

Um dia antes, aqueles sindicatos tinham anunciado uma greve na Infraestruturas de Portugal (IP) para os dias 28 de fevereiro e 2 de março.

Em causa está o “impasse” nas negociações salariais com a administração da IP e da CP, afirmam os sindicatos em comunicado.

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos