9.3 C
Figueira da Foz
Sábado, Março 2, 2024

Pires de Azevedo celebrado em cerimónia emotiva

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

O centenário do seu nascimento (23 de novembro de 1923) de José Pires Lopes de Azevedo foi assinalado pelo Município da Figueira da Foz, no Auditório Madalena Biscaia Perdigão, com uma cerimónia especial.

José Nogueira Santos, Presidente do Rotary Club da Figueira da Foz, de que o já falecido professor de Filosofia fazia parte, foi o primeiro a intervir, lembrando a data de 1967, ano em que Pires de Azevedo “encontra terreno adequado” para desenvolver a sua atividade social, contudo salientou que foi com ele que o Clube ganhou destaque no campo cultural, com as inúmeras iniciativas que promovia e incentivava.

Já o Diretor da Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho e antigo aluno do homenageado, Carlos Santos falou sobre o seu “encontro” com “uma pessoa verdadeiramente Humanista, e lembrou-o como um dos grandes impulsionadores para que a escola n.º 2 adotasse “como patrono Joaquim de Carvalho”.

José João Ribeiro de Azevedo, filho do homenageado, fez, como era de esperar a intervenção mais emotiva. Começou por agradecer à Câmara Municipal a homenagem e a exposição patente ao público, na qual os funcionários municipais “colocaram todo o seu empenho e carinho”, para depois falar do pai nos diversos e distintos papéis que teve na vida, enquanto Professor, Rotário, Pai e, acima de tudo, “um homem feliz, que fazia o que gostava”, referiu.

O presidente da Câmara Municipal, Pedro Santana Lopes, encerrou a sessão evidenciando a excelência das três intervenções, “cada uma na sua perspetiva, todas muitíssimo interessantes”, “perfeitas a descrever as várias facetas do Dr. Pires de Azevedo”.

“Logo na primeira reação causava uma impressão forte” [Pires de Azevedo] e eu “Sou-lhe grato, muito grato, ele acolheu-me”, sem me conhecer veio a ser Presidente da minha Comissão de Apoio, referiu Santana Lopes, que disse ainda que associa ao Dr. Pires de Azevedo “uma extrema gentileza, uma educação refinadíssima” e que o mesmo ganhou mais do “que jus ao tratamento de Mestre”.

O Presidente da Câmara Municipal assumiu publicamente o compromisso de, no primeiro trimestre de 2024, estar “encontrada a artéria “a que será dado o “nome do Mestre, Professor Dr. José Pires de Azevedo”, executando assim a deliberação de 20 março de 2012.

Celebrando o legado de Pires de Azevedo, está patente na Biblioteca Pública Municipal Pedro Fernandes Tomás, a exposição «Lição nº100. Sumário: Um legado de pensamento (s) e história (s)», composta por fotografias, documentação e objetos pessoais do homenageado,

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d