20.5 C
Figueira da Foz
Sábado, Maio 25, 2024

«Taça 25 de Abril» celebrou 50 anos da revolução com remo

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

Decorreu na manhã do passado sábado, dia 13 de abril, integrada no programa comemorativo dos 50 anos do 25 de Abril promovido pela Assembleia Municipal da Figueira da Foz, a 1.ª TAÇA 25 de Abril, em Remo.

Tratou-se de uma iniciativa colaborativa, organizada em conjunto com o Ginásio Clube Figueirense e a Associação Desportiva Naval Remo, com o apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz.

A regata, de 500 metros, para Remo Jovem e Absolutos, foi realizada na foz do Mondego, entre o cais comercial e o relógio de sol, uma zona muito aprazível e de grande visibilidade para os espectadores, e contou com a participação de atletas de várias idades de clubes locais e também da região centro e de Aveiro.

José Duarte Pereira, Presidente da Assembleia Municipal, manifestou-se muito satisfeito com a iniciativa, salientando ser “um prazer, uma honra e um privilégio estar aqui neste encontro graças ao remo”, e a comemorar o 25 de abril.

“O associativismo neste país continua a fazer muito pelos valores da nação”, frisou José Duarte que também salientou que a “Figueira da Foz tem condições para o Remo” e que no próximo ano a iniciativa voltará a repetir-se.

O eleito local enfatizou a necessidade de o desporto chegar a todos e de termos de” ajudar o associativismo e todos os que fazem pelo desporto tudo o que é possível, muitas vezes com dificuldade”.

A Pedro Santana Lopes, Presidente da Câmara Municipal, José Duarte deixou um pedido: “continue a ter a disponibilidade de sempre para apoiar o associativismo”.

Pedro Santana Lopes agradeceu aos participantes, aos anfitriões, e deixou uma palavra de apreço a José Duarte Pereira pela organização da iniciativa que assinala os 50 anos do 25 de abril, ao qual devemos ligar sempre “a Liberdade e a Paz”.

O Presidente da Câmara Municipal lembrou que “esta modalidade [remo] tem muitas tradições na história da Figueira, e é bom que retomemos e ajudemos mais e que esta prova possa ganhar cada vez mais dimensão.”

“Vamos trabalhar em conjunto para ver como é que podemos puxar por estas modalidades”, para que voltem “a ser um emblema da Figueira e uma razão para as pessoas virem cá ver aquele rio, aquelas águas cheias de movimento e juventude.”, frisou Pedro Santana Lopes.

A cerimónia de entrega de prémios e o almoço decorreram no pavilhão desportivo do Grupo Recreativo Vilaverdense.

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d