17.3 C
Figueira da Foz
Quarta-feira, Junho 19, 2024

Expoondas com mais de meia centena de expositores

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

A freguesia da Marinha das Ondas recebeu a segunda edição da Expoondas, após uma paragem de dezoito anos, de 31 e maio a 02 de junho, recebendo mais de meia centena de expositores, oriundos do norte e sul do concelho e também de concelhos vizinhos.

A edição 2024 deste certame de atividades económicas contou com um programa também recheado de gastronomia, entretenimento, espetáculos e iniciativas solidárias.

A cerimónia de abertura contou com a presença de várias entidades oficiais do concelho e também de Pombal, e ficou marcada pelas intervenções de José Alberto Susana, presidente da Junta de Freguesia de Marinha das Ondas; José Pedro Santos, presidente da direção da Associação de Desenvolvimento Económico da Freguesia da Marinha das Ondas (ADEFMO) e Pedro Santana Lopes, Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz.

José Pedro Susana salientou que a iniciativa “pretende ser uma grande comunidade de pessoas a relacionarem-se entre si, criando ligações, fazendo network, apresentando e partilhando os seus produtos, serviços e projetos”.

O autarca frisou que o “espírito da Expoondas é falar de coisas sérias, formalizar negócios e investimentos em ambiente descontraído e alegre”.

“Esta comunidade não tem limites geográficos, quem dela quiser fazer parte será bem acolhido, pois sozinhos podemos ir mais rápido, mas juntos podemos ir mais longe”, referiu José Alberto Susana.

José Pedro Santos, presidente da direção ADEFMO, lembrou os objetivos da associação, assim como o seu lema “Ajude-nos a ajudar” e agradeceu “aos carolas e voluntários” da sua terra e “aos empresários que sabem reconhecer quem trabalha.”

Por sua vez, Pedro Santana Lopes, Presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, lembrou que a Marinha das Ondas é uma “freguesia em crescimento, muito noticiada pela sua capacidade de inclusão” e que na edição deste ano da Expoondas, se “nota um salto significativo.”

O presidente da Câmara lembrou que existem muitos desafios na freguesia, que já ultrapassou os quatro mil habitantes, contudo a mesma “tem de ter a capacidade de utilizar toda a capacidade instalada, tudo o que aqui existe, tudo o que se passa aqui no dia a dia” para ser capaz de acrescentar mais valor e ser competitiva.

“Não há um município que possa pensar por todas as freguesias”, frisou Pedro Santana Lopes que incitou a freguesia a pensar por si própria e a trilhar as rotas da competitividade, até porque, considera o edil, a mesma tem um potencial que o enche de esperança e responsáveis com a “vontade, o ânimo, a confiança necessária para fazer a freguesia dar este salto”.

O presidente da Câmara enfatizou que “circular hoje por esta freguesia é, em certa medida, um bálsamo, pela forma como se integram”, algo que a seu ver “não acontece em muitas freguesias nem na capital do país.”

O edil figueirense manifestou alegria pela forma como a Marinha das Ondas olha para si própria, “como uma terra cheia de futuro” que tem condições para ser grande e que “não está a perder tempo” e à qual o município está atento, pois também ele não se desvia do rumo e sabe qual a é a sua rota.

 

Fonte: CMFF

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos