Tudo o que vai acontecer para festejar 20 anos do CAE e 1 milhão de espectadores

0
75
Pub

O Centro de Artes e Espectáculos (CAE) da Figueira da Foz comemora no próximo dia 1 de junho, 20 anos de existência.

“Ao longo da sua história muitos foram os eventos que aqui tiveram lugar, quer nas várias vertentes artísticas como a música, a dança, o teatro e o cinema, quer no que diz respeito a congressos, seminários e reuniões, e ainda diversas exposições de pintura, escultura, desenho, fotografia, ilustração, entre outras. É com orgulho que registamos a visita de mais de 1 milhão de pessoas por este espaço, pelo que agradecemos ao nosso público a preferência e escolha que depositaram nos nossos mais variados eventos, e que fizeram do CAE um lugar de referência a nível regional e nacional” – refere o CAE.

Para assinalar os 20 Anos de existência, o CAE preparou uma programação especial, com a realização de diversos eventos para variados públicos.

Assim, no dia 1 de junho, o grande destaque vai para o concerto de Matias Damásio, um dos maiores sucessos da atual música da lusofonia, a ter lugar, pelas 21h30, no Parque das Abadias.

Ainda no dia 1, e porque também se comemora o Dia Mundial da Criança, tem lugar, no Grande Auditório, a peça infantil “Feliz Aniversário”, pelo Teatro Infantil de Lisboa, com sessões pelas 10h30 e 14h30.

Pelas 18h30 deste dia, serão inauguradas as exposições “Um Projeto com Memória”, tendo por base os estudos para o edifício do Arquiteto Luís Marçal Grilo, “Luz para as Abadias” e “Luz para as Abadias – 20 Anos Depois”, ambas da autoria da fotógrafa Luísa Ferreira, que estarão patentes até 28 de agosto.

Na sexta-feira, 3 de junho, o cinema estará em destaque com uma sessão especial com o filme “Disponível para Amar”, de Wong Kar-Wai. Trata-se da obra emblemática deste premiado realizador de Hong-Kong, que será exibido em cópia digital restaurada. Segue-se, pelas 23h00, no Jardim Interior, um concerto com Dr. Seigan, um projeto musical figueirense de Victor Bertier.

Sábado, dia 4 de junho, realiza-se, em várias artérias da cidade, pelas 15h00, o evento PANDEMÚSICA, desfile de 18 bandas filarmónicas pela cidade, que culmina com uma atuação, em conjunto, no Parque das Abadias. Ao todo serão cerca de 800 músicos a desfilar.

Ainda neste dia, pelas 21h30, é a vez de António Zambujo apresentar, no Grande Auditório, o seu espetáculo “Voz e Violão”, que se inspira no nome de um dos discos da sua vida, “João Voz e Violão”, de João Gilberto.

A finalizar este fim-de-semana de aniversário, teremos no domingo, 5 de junho, das 10h00 às 18h00, a animação infantil, com insufláveis, Abadias Kids Fest, no Parque das Abadias, e, pelas 17h00, no Grande Auditório, a atuação do Rancho das Cantarinhas de Buarcos com um grupo folclórico convidado.

Ao longo do mês de junho decorrerá, ainda, neste âmbito, diversas atividades como uma Residência Artística com Ewerton Oliveira (músico e compositor brasileiro), Sara Alhinho (cantautora de Cabo Verde) e Rita Ruivo (cantora figueirense), de 6 a 12 de junho. Esta Residência tem como tema “Fado, Morna e Samba: Património [Musical Lusófono] da Humanidade”, e tem como objetivo a criação artística, com a partilha de saberes e a criação de uma dinâmica artística na cidade. Esta Residência culmina com um concerto final, no dia 10 de junho, pelas 18h00, no Jardim Interior do CAE, e, dia 12 de junho, pelas 17h00, no Coreto do Jardim Municipal. Ewerton Oliveira estará, no entanto, no CAE, até dia 19 de junho, ministrando vários workshops de música para crianças e visitando lares e Centros de Dia.

No dia 10 de junho, será a vez dos Urban Sketchers descobrirem os diversos espaços do CAE, servindo estes de inspiração aos desenhos que dedicarão a este edifício.

No âmbito da Programação Infantil, teremos, ainda, Música para Bebés, no dia 12 de junho, pelas 11h00, dinamizado pela Escola de Artes do CAE; dia 18, pelas 17h00, a ópera “Pica-Pau Amarelo”, da companhia Ópera ISTO e, dia 19, pelas 11h00, Cinema Infantil com uma seleção de Curtas-Metragens a cargo da associação Plutão de Verão.

Por falar em Cinema, destaque para a exibição, no dia 17 de junho, pelas 21h30, do filme “Paris 13”, de Jacques Audiard, uma inovadora história de amor que aborda a forma como jovens adultos interagem e constroem a sua identidade.

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui