Jovem da Figueira da Foz foi astronauta por um dia e esteve em gravidade zero

0
231
Pub

Sofia Maia, de 17 anos, aluna da Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho integrou, esta sexta-feira, o grupo de jovem que realizou o primeiro voo parabólico em Portugal na iniciativa “Astronauta por um dia”.

O primeiro voo parabólico feito em Portugal, com 30 jovens a bordo, realizou-se com êxito, a partir da Base Aérea de Beja, onde aterrou às 12h02, cerca de duas horas depois da descolagem.

O voo foi promovido pela Agência Espacial Portugal Space, no âmbito da iniciativa “Zero-G Portugal – Astronauta por um Dia”, que visa estimular o interesse dos mais novos pelo espaço.

O avião em que seguiram os jovens, um Airbus A310, propriedade da empresa francesa Novespace, que operou o voo sobre a costa portuguesa, numa zona do espaço aéreo reservada, executou manobras de ascensão e queda-livre (parábolas) que permitiram simular a ausência de gravidade no seu interior por ciclos de breves instantes, nos quais os passageiros se sentiram tão leves que puderam, sem conseguirem controlar, dar cambalhotas no ar.

Os voos parabólicos são praticamente o único meio na Terra capaz de reproduzir o efeito da ausência de gravidade ou microgravidade, que só existe no espaço e apenas é sentida pelos astronautas.

Os jovens, estudantes entre os 14 e os 18 anos, foram selecionados após provas eliminatórias e após a aterragem vão receber um diploma de participação.

A bordo do avião que executou as manobras ao largo de Monte Real, seguiu o astronauta alemão Matthias Maurer, que em 06 de maio regressou de uma missão de seis meses, a primeira, da estação espacial internacional, à qual chamou “beijo cósmico”, por “amor ao espaço”.

O voo também permitiu aos passageiros sentir o efeito da gravidade em Marte e em Lua, mas também a hipergravidade na qual as pessoas se sentem mais pesadas ao ponto de nem sequer conseguirem levantar um braço, quando deitadas no chão.

Ao todo, o avião da empresa Novespace executou 16 parábolas (mais uma do que o previsto a pedido dos jovens), que perfizeram cumulativamente cerca de sete minutos de efeito de microgravidade, incluindo 20 segundos de gravidade marciana e 40 segundos gravidade lunar.

Dezenas de familiares dos jovens assistiram à descolagem e à aterragem do Airbus A310 num hangar da base aérea próximo da pista.

 

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui