13.2 C
Figueira da Foz
Sexta-feira, Abril 19, 2024

Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz ganham 2.º prémio do Quartel Electrão

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

Os Bombeiros Voluntários das 179 corporações recolheram 2.300 toneladas de pilhas, lâmpadas e equipamentos elétricos usados em 2022 e como recompensa vão receber 260 mil euros em prémios, foi hoje anunciado.

O segundo prémio, no valor de cinco mil euros, é atribuído à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, que reuniu 75 toneladas de equipamentos elétricos usados, acumulando ainda mais 5.630 euros.

Em comunicado, o Electrão – Associação de Gestão de Resíduos refere que na sétima edição do ‘Quartel Electrão’, que decorreu entre janeiro a novembro de 2022 e que teve como parceiro a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), as 179 associações humanitárias de bombeiros voluntários reuniram oito toneladas de pilhas, 39 toneladas de lâmpadas e 2.247 toneladas de equipamentos elétricos usados.

Aquela associação indica que, como forma de recompensar as corporações “pela dedicação à causa da reciclagem”, o Electrão vai atribuir às associações 260 mil euros em prémios, “o maior valor atribuído”.

“Por cada tonelada recolhida, as associações recebem uma compensação financeira de 75 euros, mas são atribuídos diversos outros prémios e o principal é um carro novo de combate a incêndios”, existindo ainda prémios regionais e para as associações que recolhem mais pilhas e lâmpadas e um outro prémio para o novo quartel aderente que mais se destaca nas recolhas.

A associação indica também que no ano passado foi criado um incentivo financeiro extra para premiar as associações que recolheram mais de 30, 45 e 60 toneladas.

Há mais de uma década que a campanha Quartel Electrão envolve os bombeiros nesta missão de duplo serviço público, tendo a campanha permitido desde 2011 recolher mais de 11 mil toneladas de pilhas, lâmpadas e outros equipamentos elétricos usados.

Citado no comunicado, o CEO do Electrão, Pedro Nazareth, refere que “as associações humanitárias já prestam um serviço de socorro às populações e envolvem-se, ano após ano, na causa da reciclagem, que é também um contributo para a proteção da saúde e do ambiente, tendo em conta que alguns equipamentos elétricos têm componentes altamente prejudiciais se não forem corretamente reciclados”.

Segundo o Electrão, no ano passado os bombeiros contribuíram para a recolha de 10% do total dos equipamentos elétricos enviados para reciclagem, um valor que aumenta para 13% na rede de recolha própria do Eletrão.

O primeiro prémio, um veículo ligeiro de combate a incêndios no valor de mais de 58 mil euros, foi atribuído este ano à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Amarante, no distrito do Porto, que recolheu o maior volume de equipamentos, mais de 128 toneladas de pilhas, lâmpadas e equipamentos elétricos usados, recebendo também como contrapartida por esse esforço 9.582 euros em prémios face às quantidades recolhidas.

O segundo prémio, no valor de cinco mil euros, é atribuído à Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, que reuniu 75 toneladas de equipamentos elétricos usados, acumulando ainda mais 5.630 euros.

O Prémio Regional Centro (Aveiro, Coimbra e Viseu) é atribuído este ano à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Anadia, que reuniu 46 toneladas, os bombeiros de Vila Franca das Naves, que recolheu 19 toneladas, volta a alcançar o Prémio Regional Interior (Castelo Branco, Guarda e Portalegre), enquanto o Prémio Regional Lisboa e Vale do Tejo (Évora, Leiria, Lisboa, Santarém e Setúbal) vai para os bombeiros Voluntários de Agualva Cacém, que deu um contributo de 74 toneladas para a campanha e o Prémio Regional Norte (Braga, Bragança, Porto, Viana do Castelo e Vila Real) é entregue aos bombeiros de Penafiel, que assegurou a recolha de 50 toneladas.

O Prémio Regional Sul (Beja e Faro) volta a ser atribuído à Associação Humanitária de Bombeiros de Vila Real de Santo António, que garantiu 60 toneladas para a campanha do “Quartel Electrão”, o Prémio Regional Ilhas (Açores e Madeira) cabe, mais uma vez, aos bombeiros da Madalena, no Pico, Açores, que reuniu 25 toneladas de equipamentos, e o Prémio Novo Aderente, criado para incentivar a adesão à campanha por parte de novas associações, é atribuído aos bombeiros voluntários de Cantanhede.

A associação que recolheu mais pilhas, uma tonelada, foi a de Paço de Sousa, no distrito do Porto, que recebe 1.500 euros convertíveis em equipamento de proteção individual, sendo também atribuída aos bombeiros de Marco de Canaveses o mesmo prémio por ter recolhido mais lâmpadas.

A oitava edição do ‘Quartel Electrão’ deste ano começou em janeiro e vai terminar a 30 de novembro e no ‘site’ www.ondereciclar.pt é possível localizar o quartel aderente mais próximo para entregar pilhas, baterias, lâmpadas e outros equipamentos elétricos usados.

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d