26.9 C
Figueira da Foz
Quarta-feira, Maio 29, 2024

Figueira da Foz assina contrato para ter a super especial do Rally

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

A cerimónia de assinatura do Contrato-Programa de Desenvolvimento Desportivo, no âmbito da realização da Super Special Stage, do WRC Vodafone Rally de Portugal 2023, realiza-se esta sexta-feira, dia 5 de maio, pelas 11h00 horas, na Casa do Paço, na Figueira da Foz.

Para além do Município da Figueira da Foz, assinam o Contrato-Programa com o ACP, os Municípios de Coimbra, Arganil, Góis, Lousã e Mortágua, bem como a Turismo Centro de Portugal, visando estabelecer os termos necessários à realização do WRC Vodafone Rally de Portugal 2023, na Região Centro.

A cidade de Coimbra vai acolher a cerimónia de partida da 56ª edição do Rali de Portugal, que arranca na próxima quinta-feira e estará na estrada até dia 14 de maio.

A Câmara Municipal de Coimbra informou que a mítica prova do Campeonato do Mundo de Rali (WRC) tem início na próxima quinta-feira, com a Alta de Coimbra a acolher a cerimónia oficial de partida do evento.

Para as 18h00 está agendada uma sessão de autógrafos com as estrelas do WRC, sendo que a partida oficial do Rali terá lugar às 20h30, na emblemática Porta Férrea da Universidade de Coimbra.

Na manhã do dia 12 é também de Coimbra que os concorrentes partem para as duplas passagens pelas classificativas da Lousã (12,03 km), Góis (19,33 km) e Arganil (18,72 km), e a passagem por Mortágua (18,15 km), antes da estreia da super-especial da Figueira da Foz.

Segundo a autarquia de Coimbra, no ano passado, a estreia da Super Especial de Coimbra no Rali de Portugal ficou marcada “pela presença de 22 mil espetadores a vibrar com o espetáculo proporcionado pelos melhores pilotos e mais competitivos carros da modalidade”.

O Rali de Portugal, que estará na estrada entre os dias 11 e 14 de maio, vai percorrer 329,06 quilómetros cronometrados, por entre um total de 1636,25 quilómetros no Centro e Norte do país, ao longo de 19 classificativas.

Esta edição da prova é organizada pelo Automóvel Club de Portugal (ACP), contando com a maior lista de inscritos do WRC: cerca de 90 equipas.

Depois da passagem pela região de Coimbra, os concorrentes rumam, no dia 13 de maio, ao Norte e aos troços de Vieira do Minho (26,61 km), Amarante (37,24 km) e Felgueiras (8,91 km), que também recebem duplas passagens, antes da popular super-especial de Lousada, na pista da Costilha.

No dia 14 de maio, há ainda o troço de Paredes, que antecede a primeira passagem pela especial de Fafe (11,18 km) e a classificativa de Cabeceiras de Basto (22,23 km).

A derradeira especial, em regime de Power Stage (com atribuição de pontos-extra), volta a acontecer em Fafe. Como já é hábito, a chegada dos concorrentes acontece na cénica marginal de Matosinhos, a poucos quilómetros do centro operacional do rali, na Exponor.

Esta prova do ACP pontua para o WRC, sendo “um dos ralis mais emblemáticos do panorama internacional”.

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d