15.4 C
Figueira da Foz
Quarta-feira, Maio 22, 2024

Coletividades da Figueira da Foz apelam a uma maior participação na vida associativa

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

A Associação das Coletividades do Concelho da Figueira da Foz (ACCFF) assinalou no domingo, no Clube Desportivo e Recreativo do Arneiro de Fora (CDRAF), o 22.º aniversário da fundação, apelando a uma maior participação da comunidade na vida das coletividades.

O Presidente da Direção, António Rafael, falando para uma plateia de dirigentes associativos, lembrou que “ficar de braços cruzados, à sombra de glórias passadas, não é solução. Temas como o mar, o ambiente, o envelhecimento ativo, o património ou as novas tecnologias merecem uma oportunidade. Provavelmente, a oportunidade que o movimento associativo precisa para redescobrir novos dirigentes”.

O histórico dirigente agradeceu o apoio do Município da Figueira da Foz para que o concelho “se tornasse uma referência no quadro do movimento associativo popular nacional”, mas advertiu que o “caminho que não pode e não deve ser desviado”. Já apontando à falta de financiamento do Estado Central, sublinhou que as coletividades continuam “a mendigar apoios” quando o que fazem “em prol das nossas comunidades merece o reconhecimento e o justo financiamento”. “É o trabalho de formiga que fazemos todos os dias, sem qualquer mediatismo, que dá expressão à ação cultural, social, recreativa e desportiva do nosso país”, concluiu.

“Tragam mais um” foi o mote deixado pelo Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Miguel Pereira, e pela Vereadora Olga Brás, que detém o pelouro das coletividades, aludindo à canção «Traz Outro Amigo Também» de Zeca Afonso e à importância da participação na vida associativa.

Na ocasião foi ainda entregue o Prémio Valor e Mérito Associativo 2023, galardão instituído pela ACCFF e que se destina a galardoar percursos de vida que, na sua dimensão social e humana, se destacam pela perseverança e entrega ao movimento associativo popular. Rogério Neves, que tem quase 60 anos dedicados ao teatro amador, e Manuela Cardoso, uma das mais destacadas dirigentes da coletividade anfitriã, foram os premiados deste ano.

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d