22.1 C
Figueira da Foz
Segunda-feira, Abril 15, 2024

Livros à solta na Mealhada

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

Os livros, os contos, as tertúlias e até os escritores andam por todo o concelho da Mealhada estes três dias. A segunda edição do FLIM – Festival Literário da Mealhada começou, ontem, com Natália Correia – com a sua liberdade e rebeldia –, pelas vozes de Fernando Pinto do Amaral e de António Vilhena, e prolonga-se até sábado (23 de março) com as mais inusitadas propostas que ligam os livros aos valores de Abril.

 

Se na Biblioteca Municipal da Mealhada o FLIM iniciou com uma conferência de Natália Correia e com a tertúlia “A liberdade em Natália Correia”, com Fernando Pinto do Amaral, Joaquim Vieira, Ângela Almeida e Fernando Dacosta, quase em simultâneo, quer o Agrupamento de Escolas da Mealhada, quer a Escola Profissional Vasconcellos Lebre recebiam oficinas de escrita criativa, como o “Rap vai à escola” e a “Mala criativa”, com a “Histórias em Flor”, trazida pela Poets and Dragons e a “Biblioteca Humana”, a espalhar saber pela voz de alguém.

Até sábado, as iniciativas, que combinam os livros, a palavra e os autores com os valores da Liberdade e da Democracia desdobram-se, percorrendo escolas, biblioteca, polos de leitura, cineteatro e até espaços comerciais do concelho da Mealhada.

“O projeto do festival é uma manifestação de cidadania. É uma festa dos livros e da palavra em que as nossas gentes podem partilhar a cultura com outros atores e agentes. É o espaço onde poderemos celebrar as conquistas e valores de Abril com poetas, escritores, atores, mas também com os nossos alunos e professores, com a nossa comunidade”, afirma Filomena Pinheiro, vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada.

A programação do Festival inclui um jantar literário, cinema, teatro, conversas com jovens e apresentações de livros. Esta sexta feira, os jovens da Zona 231 debatem os valores do 25 de Abril e, pelas 21h00, realiza-se o espetáculo “20 a dizer” da Trigo Limpo – Teatro ACERT, na Destilaria do IVV.

No sábado, logo pela manhã, a companhia Catrapum Catrapeia pergunta aos leitores da Biblioteca da Mealhada “Zeca Afonso, sabes quem é?” e o Cineteatro Messias recebe o espetáculo “Muito Riso, Muito siso”, da Orfeu, com a Oficina de Música do Agrupamento de Escolas da Mealhada. Luís Fernandes, no papel de músico “diseur”, dará vida e voz a textos humorísticos de grandes vultos da literatura de expressão portuguesa, num espetáculo simplista que dá vida às palavras e de um humor potente.

Ainda no sábado, destaque também para a série documental “África Nossa”, da Camões TV e Paulo Fajardo, e para o projeto multimédia “Às escondidas, elas também fizeram a Revolução”, da revista digital DIVERGENTE, que, pela primeira vez, mapeia as casas onde várias mulheres viveram clandestinas durante a ditadura, apresentando uma compilação de nomes e moradas. A investigação também recupera o dia-a-dia de duas mulheres durante a clandestinidade, Luísa Tito de Morais e Maria Machado. A apresentação está marcada para as 14h30, no Garden Lounge Bar, na Mealhada.

O FLIM é uma das iniciativas que resulta da cooperação da Câmara Municipal da Mealhada com a Rede de Bibliotecas de Mealhada, o Agrupamento de Escolas de Mealhada e a Escola Profissional Vasconcellos Lebre, destinadas a promover a leitura, o livro e a literacia na comunidade local.

 

FLIM – Programa

22 março Ÿ sexta

Biblioteca Municipal

10h00 e 14h00 | Era uma vez… não duas, nem três – Luís Carmelo

14h00 | Oficina de Escrita Criativa * – André Pereira

15h00 | Contar de Memória – Bru Junça

16h00 | Oficina Revolução Ambiental * – Centro de Interpretação Ambiental

18h00 | Diálogo Jovem & Valores do 25 de Abril – Zona 231

 

Destilaria do IVV

21h00 | Espetáculo “20 dizer” * – Trigo Limpo Teatro ACERT

 

O FLIM vai à escola…

09h00 | 10h30 | 11h30 | Contos aos pontos** – Milú Loureiro

09h30 | 11h00 | Apresentação do Livro “Simãozinho Baltazar: o menino que só queria sonhar” ** – André Pereira

10h00 | 11h00 | Contar & Ler ** – Bru Junça

10h30 | 11h30 | 14h30 | 15h30 | Oficina de escrita criativa “O Rap vai à escola” ** – João Nina

23 março Ÿ sábado

Biblioteca Municipal

10h30 | Zeca Afonso | Sabes quem é? * Catrapum Catrapeia

17h00 | África como eu a vi – Filme de Paulo Fajardo

 

Mealhada – Garden Lounge Bar

14h30 | Às escondidas, elas também fizeram a revolução. Divergente

 

Cineteatro Messias

21h00 | Muito Riso, Muito Siso *

Espetáculo de música e declamação pela Orfeu com a participação da Oficina de Música do Agrupamento de Escolas da Mealhada

 

*Inscrição obrigatória (link). Mais informações 231 201 681

**Atividade direcionada para os alunos do Agrupamento de Escolas de Mealhada e EPVL

 

Ao Longo da Semana…

Feira do Livro com a Livraria Dr. Kartoon | 21 a 23 de março – Local: Biblioteca Municipal

Mercado de Palavras Usadas – Feira de troca de livros usados | 21 a 23 de março – Local: Polo Leitura da Pampilhosa

Exposição “25 de Abril: Rumo ao Cinquentenário” | 18 a 31 março – Local: Biblioteca Municipal

10 minutos a Ler! | 18 a 22 de março – Local: Bibliotecas Escolares

E depois do adeus! – Dinamização de oficinas de música e atividades lúdico expressivas nas aulas de AEC | 18 a 22 de março

Francisco Moita Flores | 20 de março – Local: Auditório da Escola Secundária da Mealhada

“Da folha à poesia” – Comemoração do Dia da Poesia | 18 a 22 de março – Local: EB2 de Mealhada e EB2 de Pampilhosa

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d