Coerência, por onde andas? – Opinião – Silvina Queiroz

0
26
#808080;”>Texto de Opinião

#33cccc;”>Silvina Queiroz

#33cccc;”>Coerência, por onde andas?

A coerência e a verdade são amigas chegadas, quiçá irmãs. Não segue uma sem a outra e o oposto também se verifica. Frequentemente os incoerentes usam e abusam da mentira, da falácia, do embuste.

Todos os dias somos “bombardeados” com notícias e comentários sobre a questão Rússia/Ucrânia. Das primeiras, fico no que me parece. Não consigo esquecer a cena do “morto” ucraniano no chão, supostamente assassinado pelos inimigos, a levantar a mão, muito “vivinho da silva”. A partir desse episódio grotesco, inferi que a verdade e a mentira são ambas protagonistas nestas comunicações. Sobre os comentários, ouço com atenção e toda me arrepio quando topo com certas incongruências e atrevimentos grosseiros.

Aproxima-se a passos largos a realização do maior evento político e cultural do País – a Festa do Avante, a acontecer no primeiro fim de semana de Setembro. Sempre malévolas vozes se levantam contra a Festa, servindo qualquer tipo de argumento, na desesperada tentativa de prejudicar esta iniciativa fantástica dos comunistas e seus amigos. Foi a COVID, nas duas edições anteriores, anteriormente já nem me lembro. Agora é a questão russo-ucraniana, insistindo que o PCP apoia as políticas de Putin. Uma ova! Porventura esquecemos que traíu a União Soviética?! A dor de cotovelo dói mesmo muito e quando não tem remédio que alivie, é “a tragédia”! Faltava agora o tal de Milhazes, mentiroso compulsivo, (que até no seu curriculum vitae tratou de enfiar aldrabices sem se preocupar sequer com o acerto com a cronologia e a História), faltava esse, dizia, para vir malhar na Festa do Avante! Entreteve-se até a criticar os artistas que participarão nos espectáculos! Há uns dias cumpriram-se setenta e sete anos sobre os crimes dos Estados Unidos em Hiroshima e Nagasaki. Por que não lhe ocorre censurar os artistas que actuam nos EUA? Os milhares de mortos que provocaram no Japão em 1945, só para referir esses, não o agoniam? E por que se cala perante os nomes dos que animam festas de partidos que apoiaram as mentiras sobre o Iraque e a sua cruel invasão? Onde está a coerência? E já agora, a integridade? Acrescentou a triste figura que, se fosse rico, comprava a Quinta da Atalaia! Como foi que disse?! Nem lhe interessou questionar se o PCP estaria na disposição de vender este espaço magnífico. Não está, não; que sossegue a sua alma aflita. (Lá está o cotovelo massacrado!)

Vou à Festa, façam-me companhia. Vão ver que não dói nada e ficarão fãs. É mesmo impossível ficar-lhe indiferente.
demais. Mais uma injustiça da Vida!

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui