Newton e o comportamento humano – Opinião – Henrique Carmona

0
69
#808080;”>Texto de Opinião

#33cccc;”>Henrique Carmona

#33cccc;”>Newton e o comportamento humano

Sendo Newton a referência que é no mundo da física, e apesar de fazer parte de um grupo de pensadores que foram estudando de forma a podermos hoje avaliar e continuar a estudar uma série de fenómenos e acontecimentos, nomeadamente na área da física. Não podemos deixar de refletir que algumas das suas leis representam também o comportamento humano.

Vejamos a sua primeira Lei conhecida também pela Lei da Inércia, que tem como enunciado:

“Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele.”

Por outras palavras todo o corpo tende a manter o movimento que tem antes do momento em que lhe tentamos imprimir uma mudança.

Por exemplo se estamos em repouso dentro de um carro e o carro começa um movimento temos tendência a resistir a essa mudança e ficar no mesmo sítio em que estávamos, daí o nosso corpo ser pressionado contra o banco em oposição à mudança de movimento promovido pelo carro.

Se quisermos aplicar esta lei ao comportamento humano, poderíamos até pensar que Newton usou o Homem como base do seu estudo.

Pois a história demonstra-nos que o Homem tem uma tendência natural para o conformismo e para a inércia. Já todos nós verificamos que quando nos é apresentado algo que obriga a uma mudança de rotina, reagimos com desagrado e tentamos manter todo como estava antes.

Pior é que nos tornamos nuns “velhos do Restelo”, usando essa inércia para persuadir todos os que nos rodeiam para que nada mude e sejam sempre os mesmos a decidir e definir o curso das nossas vidas. Não aceitando que outros com posturas, atitudes e formas de estar diferentes possam vir a decidir, e por isso, desprezamos e tentamos aniquilar quem não segue a mesma “doutrina”, ou não faz parte da nossa “forma de estar”. Mudar ainda por cima para algo que não controlamos, evidencia toda a inércia humana a mudança.

𝑵𝒆𝒘𝒕𝒐𝒏 𝒆 𝒐 𝒄𝒐𝒎𝒑𝒐𝒓𝒕𝒂𝒎𝒆𝒏𝒕𝒐 𝒉𝒖𝒎𝒂𝒏𝒐 Terá Newton pensado no nosso comportamento quando estudou e formulou a Lei da Inércia?

Pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui