14.8 C
Figueira da Foz
Quarta-feira, Maio 29, 2024

Figueira da Foz tem duas empresas ‘gazela’ distinguidas na região Centro

EU REPÓRTER?

Metereologia

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -

A região Centro conta com 104 empresas ‘gazela’, que empregam 4.456 pessoas e geram um volume de negócios de 1.096 milhões de euros (ME), revelou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Da Figueira da Foz constam da lista duas empresas: Potentialpuzzle Serviços Médicos, Lda; e SFPonline, SA, lotarias e outros jogos de aposta.

A CCDRC indica que o estudo que realizou sobre as empresas ‘gazela’ existentes na região Centro em 2022 permitiu concluir que estas geram 859 milhões de euros de exportações.

“As empresas da Região Centro continuaram a mostrar a sua resiliência após anos difíceis. É com muita satisfação que a Região Centro tem novamente mais de uma centena de empresas ‘gazela’”, destaca a presidente da CCDRC, Isabel Damasceno.

De acordo com a presidente da CCDRC, apesar de representarem uma pequena percentagem do universo empresarial, as empresas ‘gazela’ têm “grande relevância pelo seu contributo para a economia regional, pela sua capacidade de criação de emprego e de riqueza de forma sustentada e galopante”.

“Com estas 104 empresas, passa para 651 o número de empresas que, ao longo destes últimos dez anos, conseguiram esta distinção, que destaca as suas capacidades de inovação, de criar emprego, de dinamizar o mercado e potenciar o desenvolvimento económico nos territórios em que se localizam”, acrescenta.

Em termos de distribuição geográfica, as empresas ‘gazela’ estão repartidas por 49 municípios da região Centro, sendo Leiria e Viseu os municípios que têm maior número (nove empresas cada); seguidos pelos concelhos de Aveiro e de Torres Vedras, com seis empresas cada; e de Coimbra e de Ovar, com cinco empresas cada.

O município de Águeda surge com quatro empresas ‘gazela’, seguindo-se, com três, os de Castelo Branco, de Oliveira do Hospital e de Vagos.

Os concelhos de Abrantes, Batalha, Caldas da Rainha, Cantanhede, Covilhã, Figueira da Foz, Guarda, Idanha-a-Nova, Ílhavo, Marinha Grande, Ourém e Vouzela apresentam duas empresas gazela, cada.

Segundo o estudo efetuado pela CCDRC, estas 104 empresas ‘gazela’ da região Centro têm “um elevado potencial para gerar novos postos de trabalho, tendo quase triplicado as pessoas ao serviço entre 2018 e 2021, passando de 1.630 trabalhadores para 4.456 trabalhadores”.

Já o volume de negócios “cresceu mais de seis vezes entre 2018 e 2021, pois estas 104 empresas ‘gazela’ faturaram 181 milhões de euros em 2018 e 1.096 milhões de euros em 2021”.

No que toca as áreas de atuação, 36% destas empresas desenvolve as suas atividades nas indústrias transformadoras, que, em conjunto com o setor da construção (20%), representam mais de metade das empresas ‘gazela’ da região.

O estudo revela ainda que, no final de 2022, 40 das 104 empresas ‘gazela’ tinham apresentado um total de 86 candidaturas aos Sistemas de Incentivos do Portugal 2020. Destas, 69% foram enquadradas no Programa Operacional Regional – Centro 2020.

“Em termos de projetos aprovados, as 40 empresas ‘gazela’ que se candidataram aos Sistemas de Incentivos do Portugal 2020 estão já a ser apoiadas na totalidade das 86 candidaturas (que representam 71 milhões de euros de incentivo)”, referiu.

O evento de reconhecimento das empresas ‘gazela’ – empresas jovens que, num curto espaço de tempo, apresentam um crescimento acelerado no emprego e no volume de negócios – está agendado para o próximo dia 26, em Águeda.

As empresas ‘gazela’ são uma reduzida percentagem do universo das empresas, mas estão presentes em todos os setores de atividade e diferenciam-se, também pelo seu posicionamento nos mercados e pela sua capacidade de gestão e de risco.

 

- Advertisement -

✚ Farmácias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -

Últimos Artigos

%d